Captação de águas pluviais – Saiba como planejar o seu telhado

Na época das chuvas, ao invés de ter dor de cabeça com toda aquela água que alaga e cria problemas nos jardins, uma boa  providencia é instalar em casa um sistema para captar e reutilizar estas águas pluviais para regar os jardins ou lavar carros e varandas. A medida diminui o consumo de água tratada e, consequentemente, reduz o valor da conta no final de cada mês.

Para isto, o telhado é o seu maior auxiliar. É dele que você poderá  captar  a maior parte da água pluvial que será usada em sua residência.

O sistema se dá inicialmente pelas calhas que captam a água que escorre sobre as telhas. Depois, a direcionam para uma tubulação (embutida ou externa) vertical que a conduz para dutos subterrâneos e que levam ao reservatório.

Ela passa por um filtro que retira a sujeira como as folhas de árvores e outros detritos. Para completar o sistema, uma bomba conduz a água filtrada para uma caixa-d’água. (Procure usar uma bomba movida por energia solar para não perder toda a economia com eletricidade necessária no funcionamento desta bomba).

Caso você pense em usar esta água em toda a casa, precisará de um projeto específico ou – em caso de casas prontas – terá que fazer um quebradeira grande. No caso que estamos destacando, para utilização somente  as áreas externas (sem o uso potável), você terá uma grande economia, o problema de alagamentos em gramas e  pátios resolvido e a facilidade de poder lavar o seu carro e regar as suas plantas com aproveitamento total desta água que vem do céu.

Além de todas essas dicas, uma sugestão bacana para você que mora em região com alto índice de chuva é a SulAmérica Residencial para a proteção de sua residência. Além do Plano Básico, que já está incluído a cobertura provisória de telhados, há também mais 12 coberturas adicionais…. como para danos causados ao imóvel por vento forte, granizo ou fumaça.

Veja também o post:

http://www.casosdecasa.com.br/index.php/dicas-uteis/cisternas-um-investimento-inteligente/

Um beijo

Bianca

 

 

 

 

 

 

Postado em:Dicas úteis
0 Comentários

Entenda quais são os diferentes tipos de telhas

É bem grande a variedade de acabamento, formato, estilo e material de telhas no mercado. Elas podem ser, entre outras, de cerâmica (barro), de concreto, de pedra, vidro, alumínio, aço galvanizado, fibrocimento, fibra vegetal, etc.. Mas as de barro (carâmicas) ainda são as preferidas para uso residencial.

Para escolher o tipo de telha que vai usar na sua casa, leve em conta o estilo da sua construção, para escolher o tipo e a cor da telha, afinal, o telhado é bem importante na composição estética da casa. Alem disso, é preciso considerar a inclinação da cobertura para escolher a telha ideal.

Outra boa medida é consultar um especialista e comprar produtos com certificado e não correr o risco de errar na qualidade final do telhado. Quem entende de construção sabe o quanto a escolha da telha é importante, até porque os problemas decorrentes de seu mau uso são bem freqüentes. É por isso que a SulAmérica possui o serviço de substituição de telhas e de Cobertura Provisória de Telhados, dentro do seu plano de Assistência 24 horas. Clique aqui para conhecer melhor o Seguro Residencial SulAmérica.

Em posts futuros, falarei especialmente de telhas cerâmicas e das Termo Acústicas de aço galvanizado e seus usos.

Um beijo
Bianca TELHA DE CONCRETOTELHA DE ALUMÍNIOTELHA DE VIDRO

Postado em:Dicas úteis
1 Comentário

As funções dos rufos

Os rufos são estruturas que atuam na junção dos telhados e alvenarias, ou ainda no topo de muros, protegendo contra infiltrações provocadas pelas chuvas.

Eles são feitos, geralmente, de materiais flexíveis, como as chapas metálicas e o pvc.

Existem os rufos de encosto e de capas. Os de encosto são aqueles para o encontro entre telhado e uma parede mais alta, ou também entre duas paredes coladas (uma mais alta do que a outra).

Já os rufos de capa são utilizados no topo de muros para evitar infiltração e aquela sujeira escura que escorre na alvenaria. Esses rufos podem ter pingadeira ou podem ser colocados sobrepondo outro rufo ou sobrepondo uma calha, conduzindo assim a água da chuva para a rede coletora de águas pluviais.

Nos dois casos, a fixação é feita com bucha e a vedação com silicone.

Vejam as ilustrações e lembrem-se que segurado SulAmérica Residencial tem direito à Assistência Substituição de telhas / cobertura provisória de telhados em casos de acidentes. Saiba mais aqui.

Um beijo
Bianca

Postado em:Dicas úteis
0 Comentários

Tesouras aparentes

Meu escritório está fazendo o projeto de interiores de um apartamento no último andar de um prédio no Morumbi, cuja última laje, que a princípio não teria utilização, (não possui qualquer acabamento, ou até mesmo infra-estrutura elétrica e hidráulica), é coberta por um telhado bem inclinado, sem forro com vigas e tesouras de madeira aparentes.

Desde o momento que estive lá com nosso cliente, não parei de pensar em todas as possibilidades para aquele espaço.

O pé direito alto, as tesouras de madeira e a vista do lugar me encantaram.

Acho que vamos incorporar esse espaço ao apartamento dele e criar uma área de lazer super bacana..

Resolvi fazer esse post para incentivar aqueles que também têm espaços como esse, em casas ou apartamentos, que não são aproveitados ou ainda, são subaproveitados como depósitos etc. a criarem áreas super diferenciadas e com muita personalidade.

O visual despojado faz parte da idéia!

Beijos

Bianca

Postado em:Dicas úteis
3 Comentários

As funções das calhas

Com toda a chuva que vem com o verão em nosso país, os telhados, as calhas, e seus componentes precisam ser funcionais e estar sempre em bom estado.

Há controvérsias em relação a utilização das calhas. Algumas pessoas acham que as calhas são imprescindíveis para o bom escoamento e encaminhamento da água da chuva, outras preferem os telhados sem calha porque dão muito menos manutenção.

Vejam algumas vantagens e desvantagens do uso de calhas.

Vantagens:

- Protege o reboco externo da casa;
- Protege as áreas externas cobertas de respingos;
- Protege o terreno de alagamentos, evitando rachaduras e corrosões nas fundações já que encaminha a água para a captação da rua;
- Na maior parte das vezes, evita umidade nas paredes junto ao chão o que causa estragos e bolhas na pintura;
- Evita o apodrecimento dos beirais das construções;
- Evita a danificação dos jardins e calçadas.

Desvantagens:

- Exige manutenção com bastante freqüência, principalmente onde há árvores que soltam folhas por perto;
- Quando entupidas, elas podem fazer com que a água se acumule e transborde, podendo causar infiltrações nos telhados e alvenarias;
- É preciso deixar inclinação nas calhas de forma que a água não fique jamais acumulada. Água acumulada na calha faz com que sua pintura descasque e apodreça e ainda pode ajudar na proliferação de doenças;

Agora algumas dicas para quem não quer usar calhas:

- O telhado não deve estar muito alto em relação ao terreno para não causar muito respingamento e prejudicar o acabamento das paredes da casa junto ao chão;
- É necessário ter uma área de drenagem e captação da água da chuva (de preferência com pedriscos) para receber a água que vai cair direto de toda a extensão do telhado;

Você sabia que os segurado SulAmérica Residencial pode contar com boas indicações de telhadistas para reformar ou fazer a manutenção de seus telhados. Para saber mais, clique aqui

Um beijo
Bianca

Postado em:Dicas úteis
0 Comentários